OBJETIVO DO JORNAL
A função social deste jornal é analisar criticamente fatos nacionais e internacionais por uma ótica marxista-leninista.
BLOGUISTAS
• OPERÁRIO SINDICALIZADO
• SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL
• AMBIENTALISTA DE PURO CORAÇÃO
• RAPPER FEMINISTA
• PRESIDENTE DE DIRETÓRIO ACADÊMICO
• CORRESPONDENTE ATEU
• MANIFESTANTE ANTI-E.E.U.U.
 FONTES PROLETÁRIAS
 REVOLUCIONÁRIAS
 AGÊNCIAS
 POPULARES DE NOTÍCIAS
 ORGANIZAÇÕES
 POPULARES DEMOCRÁTICAS
 CAMARADAS FAMOSOS
 SITES AMBIENTAIS
 POPULARES DEMOCRÁTICOS
ARQUIVO REVOLUCIONÁRIO
CONTRIBUIÇÕES RECENTES
sábado, julho 21, 2007
A verdade sobre o camarada Lula
Servidor Público Federal

Muita gente oportunista se aproveita deste momento triste por que o Brasil passa para culpar o Estado (o povo!) pelo "acidente" aéreo. Na verdade, é claro para qualquer pessoa com o mínimo de discernimento, os grandes culpados são o neoliberalismo, o capitalismo selvagem e o egoísmo burguês, que são exatamente a mesma coisa.

A análise é simples: o capitalismo neoliberal burguês aumenta a freqüência de vôos, o que aumenta o número de passageiros e o risco de acidentes. Eis aí também o motivo de o presidente mais próximo do comunismo na atualidade não permitir que os habitantes de seu país viajem ao exterior: é arriscado que todos morram, e esse não é um risco que o Estado, como representante legítimo do Povo, aceita correr.

No comunismo ideal, defendido pelo Partido Mais Comunista, os aviões serão todos destruídos, juntamente com os aeroportos, por serem considerados de alto risco. O controle aéreo, entretanto, continuará sendo efetuado pelo Estado, mesmo que não haja tráfego, pois esses são empregos que não se pode jogar fora para obtenção do pleno emprego.

Outro ponto importante a se frisar é a atitude burguesa do "presidente" "eleito" do Brasil, o camarada Lula, que pretende construir mais um aeroporto em São Paulo, visando, obviamente, elevar o número de pessoas assassinadas diretamente pelo seu "governo" - qual seja, pela elite exploradora, aumentando o conflito de classes e, felizmente, apressando o fim do sistema.

Vale lembrar que a "crise aérea" começou justamente quando os vôos se tornaram mais acessíveis às classes mais baixas, o que demonstra irrefutavelmente o desleixo que as grandes companhias aéreas (e, na verdade, todas) tem com os pobres da nação.

Se juntarmos os fatos à possibilidade de o "presidente" ter conhecimentos da teoria marxista-dialética-comunista, fica evidente que o camarada Lula, através de sacrifícios necessários, tenciona despertar a consciência de classe no brasileiro, guiando para um futuro igualitário e sem aviões o futuro de nosso país.
Contribuição para a causa às 21:34

Ou dê sua contribuição democrática através do Livro de Rostos:

Postar um comentário