OBJETIVO DO JORNAL
A função social deste jornal é analisar criticamente fatos nacionais e internacionais por uma ótica marxista-leninista.
BLOGUISTAS
• OPERÁRIO SINDICALIZADO
• SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL
• AMBIENTALISTA DE PURO CORAÇÃO
• RAPPER FEMINISTA
• PRESIDENTE DE DIRETÓRIO ACADÊMICO
• CORRESPONDENTE ATEU
• MANIFESTANTE ANTI-E.E.U.U.
 FONTES PROLETÁRIAS
 REVOLUCIONÁRIAS
 AGÊNCIAS
 POPULARES DE NOTÍCIAS
 ORGANIZAÇÕES
 POPULARES DEMOCRÁTICAS
 CAMARADAS FAMOSOS
 SITES AMBIENTAIS
 POPULARES DEMOCRÁTICOS
ARQUIVO REVOLUCIONÁRIO
CONTRIBUIÇÕES RECENTES
quarta-feira, fevereiro 21, 2007
Contra a mídia burguesa-dominadora transmissora de programas de manipulação baseados na realidade burguesa
Servidor Público Federal

Como todos devem saber, as empresas de comunicação (leia-se GLOBO) têm lucros abusivos (como todo e qualquer lucro, pois provêm do espólio da mais-valia exploradora) com esses programas de forjar/falsear a realidade tão "em voga". O que poucos sabem, pois é de difícil divulgação (graças às manobras RADICAIS dessas empresas para iludir, enganar e ludibriar o POVO), é que esses programas MANIPULAM DELIBERADAMENTE o modo de vida do proletariado.

Quando chega do trabalho (em indústrias que quer destruir e órgãos públicos que quer glorificar), o operário quer assistir a programas de televisão CONSTRUTIVOS, mas, por causa da demanda de mercado (leia-se o desejo dos ricos burgueses assassinos), ele é obrigado a assistir ao PIOR DE TODOS OS VILÕES DA MODERNIDADE, a TV Globo.

Recentemente recebi, via correio eletrônico do sistema democrático de relacionamentos sociais, o Orkut, uma mensagem muitíssimo interessante, que divulgo aqui por não ter medo da reação brutal dos gigantes da emissora:

Assistindo ao Big Brother Brasil (BBB) da rede Globo, pode perceber o porquê temos políticos como Paulo Maluf, Clodovil, entre milhares de outros, eleitos por uma parte da população brasileira. Tudo de errado (ditadura, corrupções...) que acontece no Brasil, tem ou teve a contribuição da Globo. A Rede Globo provou mais do que nunca durante os processos eleitorais de 1989 e ano passado, e agora também, com o BBB7, o quanto manipula os menos favorecidos, ou seja, os analfabetos ou aculturados, que abrangem uma grande maioria da população de nosso país, tudo em nome da audiência. Para isso utiliza as ferramentas de edição das imagens apresentadas aos telespectadores, seja nos telejornais, ou até mesmo em sua programação diária, incluindo ai as novelas e BBB7. Visualizando todo esse poderio, criou personagens dentro do BBB7 a exemplo do “triângulo amoroso”, mostrando apenas aquilo que lhe convém e não o que a população que ver de fato, a fim de atrair Ibope e consequentemente mais poder. Uma prova disso é a última prova do líder no BBB7, onde ficou evidente a farsa montada em torno da liderança, na qual o líder seria Airton e “coincidentemente” um dos personagens responsáveis pelos picos de audiência na toda poderosa rede Globo, Fani (do triângulo amoroso) foi beneficiada com a “farsa” da liderança. Por que será???

Lembro a todos que a cada ligação feita durante os paredões, uma porcentagem dos lucros vai pra Globo, além, é claro, do n° de usuários ou telespectadores assistindo a TV ou acessando a página da Globo na internet. Ela sai ganhando em tudo. Será que com menos audiência ela ganharia a mesma coisa???Pense nisso!!!

Por esse motivo, venho conclamar a todos a acabar com esse joguinho da Rede Globo, votando contra esses personagens (Alemão, Íris, Fani), pois não somos marionetes para sermos manipulados.É uma afronta a nossa inteligência.

DIGA NÃO A MANIPULAÇÃO!!!

Destaco com ênfase um trecho em especial, que diz "Visualizando todo esse poderio, criou personagens dentro do BBB7 a exemplo do 'triângulo amoroso', mostrando apenas aquilo que lhe convém e não o que a população que ver de fato, a fim de atrair Ibope e consequentemente mais poder". Aí fica claro que o povo não sabe que quer ver o que não quer DE FATO ver. Isso, claro, embora eu faça parte do povo e saiba que não quero ver "Grande Irmão Brasil" (nome relativo ao livro 1984, em que George Orwell trata das vilezas do capitalismo tardio, do desembocar do capitalismo antes de sua derrocada final para o surgimento do comunismo marxista).

Das premissas "o povo não sabe", "eu sou parte do povo" e "eu sei", conclui-se que o povo, ao mesmo tempo e sob os mesmos aspectos, sabe e não sabe que não vê o que de fato gosta, apesar de ACHAR, erroneamente, que gosta.

Outras conclusões que se pode tomar admitindo-se algumas premissas verdadeiras são:

Premissas:

O manipulado não tem consciência da manipulação;
O povo não tem consciência de sua manipulação.

Conclusão:
O povo é manipulado.

Premissas:
O manipulado não tem consciência da manipulação;
Eu tenho consciência da manipulação;
Eu sou parte do povo.

Conclusão:
O povo não é manipulado.

Das conclusões acima, infere-se que o povo, ao mesmo tempo, É e NÃO É manipulado, ao mesmo tempo, sob o mesmo aspecto.

A um burguês conservador, essas conclusões podem parecer ilógicas, mas o verdadeiro marxista, conhecedor da ciência dialética, sabe que isso é verdadeiro, possível, provável e que as conclusões podem ser, inclusive, obrigatórias, se tomadas como verdadeiras essas premissas verdadeiras.

Depois desse exaustivo trabalho lógico-marxista-histórico-dialético, recomendo que se disponha de algum tempo para estudar a realidade da TV Globo. O princípio de tudo é assistir ao documentário "Muito Além de Cidadão Kane", um apanhado completo de todos os fatos que provam irrefutavelmente (i.e., historicamente) que a TV que tem "tudo a ver" só "tem a ver" com a manipulação do povo, em detrimento dele e a favor das elites.
Contribuição para a causa às 21:51
Clique aqui para contribuir para o debate aberto através do "Blogger" (2)
Ou dê sua contribuição democrática através do Livro de Rostos:
quarta-feira, fevereiro 14, 2007
Uma análise interdisciplinar histórico-dialética dos "crimes" numa sociedade burguesa
Operário Sindicalizado

É incontestável, e quem contestar será julgado e condenado à morte democraticamente pelo povo, que são as forças produtivas materiais que determinam a superestrutura ideológica das sociedades. É assim que o capitalismo continua a oprimir o Povo, porque este é manipulado pelos ardis das forças materiais produtivas. É somente quando as forças produtivas evoluem que a superestrutura cultural, política e jurídica se modifica.

Logo, podemos concluir, logicamente, que são as forças produtivas (as máquinas, as ferramentas) as responsáveis por quaisquer ações que o Povo venha a tomar, porque elas manipulam a mente humana. É como a Indústria Cultural, que, como Adorno e Horkheimer demonstraram, só nos dá a liberdade de escolher entre os mesmos caminhos de ação. A "liberdade" não existe.

Como são as forças produtivas que determinam o pensamento de qualquer pessoa, evidentemente as pessoas não são responsáveis pelas próprias ações. Naturalmente os visitantes deste sítio já sabiam disso. Mas alguns Revolucionários Populares ainda se iludem pela noção de que é a sociedade como um todo a responsável por atos anti-sociais como crimes.

Nada poderia estar mais longe da verdade popular revolucionária.

A sociedade não é responsável pelos crimes. Como são as forças produtivas materiais que determinam a superestrutura ideológica de uma sociedade, são também elas as culpadas por todos os crimes.

A conclusão a que chegarei já deverá estar óbvia para todos os camaradas pró-Revolução. Para sermos capazes de punir os verdadeiros culpados pelos comportamentos anti-sociais da sociedade, temos que prender e/ou condenar à morte todas as forças produtivas deste sistema podre.
Contribuição para a causa às 00:15
Clique aqui para contribuir para o debate aberto através do "Blogger" (0)
Ou dê sua contribuição democrática através do Livro de Rostos:
domingo, fevereiro 04, 2007
Estatização imediata dos setores estratégicos da economia
Servidor Público Federal

Não há no mundo pessoa de bom senso que não defenda que os setores estratégicos devem ser geridos pela força estatal - ou seja, pelo povo. Apenas se incorre em erros ao classificar como não estratégicos alguns setores. A Petrobrás tem (justamente) o monopólio do petróleo no Brasil. De fato o setor energético é estratégico, mas há outro muito mais importante para a sobrevivência da nação em caso de uma conspiração internacional: o setor alimentício.

O Povo é capaz de subsistir sem energia, mas é impossível para Ele sobreviver sem alimentos. O maior problema que enfrentaremos para a estatização do setor alimentício está no congresso. Além do fato de absolutamente todos os nossos deputados serem neoliberais de extrema-direita (fascistas, inclusive), eles ainda são os proprietários (ou seja, eles usurparam do Povo) das terras produtivas para benefício próprio.

A estatização imediata das terras do Povo brasileiro acabará de imediato com dois problemas: o dos sem-terra e o da fome. O primeiro problema é óbvio, mas o segundo, creio (enquanto Povo) que merece uma explicação mais detalhada. Para isso serão usados os seguintes argumentos:

1. O Estado é sempre mais eficiente e justo que o mercado;
2. O Estado não é excludente como o mercado;
3. O Estado é mais representativo que o mercado.

Na verdade, esses três tópicos não são exatamente "argumentos", mas premissas lógicas irrefutáveis e como tal serão tratadas no curso desta argumentação:

Primeiro, se o Estado é sempre mais eficiente e justo que o mercado (e ele é!), o Estadoé mais eficiente e justo que o mercado no setor alimentício.

Segundo, se o Estado não é excludente como o mercado (e não é!), o Estado não exclui ninguém do acesso aos bens alimentícios.

Terceiro, se o Estado é mais representativo que o mercado (e é!), o Estado representa melhor a população enquanto administrador dos bens divididos coletivamente pelo Povo.

Naturalmente, aceitar isso como verdade é um exercício lógico complexo e restrito às mentes mais iluminadas, como as mentes do Povo, e é por isso que os burgueses e conservadores e neoliberais (que são, de fato, um único grupo) são incapazes de compreender a vantagem de se ter uma gerência estatal sobre tudo, regulamentando nossas vidas (e a deles). Por isso é necessário explicar a todos eles (da classe burguesa e cia), à força, se necessário, que o Estado (quando gerido por forças populares, e não por burgueses, como ocorre atualmente em nossa falsa democracia) não falha jamais.
Contribuição para a causa às 17:02
Clique aqui para contribuir para o debate aberto através do "Blogger" (0)
Ou dê sua contribuição democrática através do Livro de Rostos: